21 de jan de 2013

Nuvem já é opção viável para seus backups


Até bem pouco tempo atrás para tentar garantir a segurança dos seus dados você tinha que gravá-los em algum tipo de mídia física, como disquetes (!!!), CDs, DVDs e, mais recentemente, BluRays, pendrives e HDs externos. Porém, coma  evuloção da internet e suas velocidades cada vez maiores e seus preços mais acessíveis (discutível), gravar suas informações na nuvem está se tornando uma opção mais viável e "segura".

Posteriormente discutiremos a questão da segurança. Agora quero apresentar para vocês os serviços de cloud storage mais conhecidos. São eles Skydrive, Dropbox, Google Drive, Box, MediaFire e  Ubuntu One.


Skydrive

Serviço disponibilizado pela Microsoft, oferecendo 7 gb grátis para quem quiser utilizar. Possui aplicativos para Windows, Mac, IOs, Android e Windows Phone. Possui a funcionalidade de sincronização de diretório, o que ajuda a manter seus diretórios e arquivos sincronizados entre os dispositivos que tenha o aplicativo instalado.
Nos planos pagos, o Skydrive tem valores interessantes, com valores anuais de R$ 19,00 para 20 gb de espaço, R$ 46,00 para 50 gb e R$ 93,00 para 100 gb.

Dropbox

Dos grandes serviços, o Dropbox foi o pioneiro. Lançado em 2008, alcançou o sucesso rapidamente com seu aplicativo de sincronização. Uma funcionalidade legal do serviço é a possibilidade de se recuperar versões anteriores dos arquivos armazenados, função que pode vir a salvar sua pele algum dia. A parte ruim é que oferece somente 2 gb de espaço, mas permite que você ganhe algum espaço adicional através de um link exclusivo para oferecer o produto aos amigos. Seus planos pagos são divididos em duas categorias: Pro e Teams. No Pro os valores vão de U$ 9,99 por mês para um espaço de 100 gb até U$ 49,99 por mês para um espaço de 500 gb. Os planos Teams acabam por ser planos com descontos quando se precisa comprar acessos para mais de 5 pessoas, com a diferença de que a quantidade de acesso começa em 1000 gb, sendo adicionado 200 gb a cada novo membro do time.

Google Drive

Serviço do Google, lançado em 2012, sendo uma evolução do já conhecido Google Docs. Possui um aplicativo para sincronização dos arquivos com a nuvem, criando um diretório em seu computador. Porém essa ferramenta só está disponível para Windows e Mac, sendo a versão Linux prometida para breve. Para mobile estão disponíveis aplicativos para Android e iOS. São 5 gb de espaço grátis, podendo o usuário adquirir mais espaço se necessitar. O Google Drive possui planos que começam com 25 gb por U$ 2,49 mensais, passando por 100 gb por U$ 4,99 mensais. Existem outros planos que você pode conferir no site.

Box

O Box foi um dos pioneiros no mercado de online storage, ou cloud storage. Em 2006 ele foi fundado e hoje possui mais de oito milhões de clientes. Provê serviços para pessoas, mas também está presente na área profissional, com serviços específicos para negócios e grandes empresas. Seus aplicativos estão presentes no mundo mobile, com clientes para Android e iOS, além de ter o Box Sync, que permite a sincronização de arquivos de seu computador com o serviço. Existe também uma extensa biblioteca de aplicativos que fazem uso dos serviços do Box. Existe aplicativo para integrar o Office ao Box, permitindo abrir seus arquivos diretamente no Word, por exemplo. Vale a pena dar uma olhada para saber se já existe algo para a sua necessidade. Se não existir, o Box tem um site só para desenvolvedores, estimulando e orientando a criação de aplicativos que utilizem seus serviços. Seu plano gratuito dá direito a utilizar 5 gb (plano Personal), no plano Business você paga U$ 15 por mês para ter 1000 gb de espaço e também direito a utilizar algumas ferramentas, como integração com Google Apps, download de estatísticas e rastreamento, versionamento dos arquivos, entre outros.

MediaFire


Lançado em 2005, possui grande semelhança com o final Megaupload. Até o momento, permite somente o envio de arquivos por sua interface web ou através de seus aplicativos mobile, para Android e iOS. Possui um gerenciador de downloads disponível para Windows, Mac e Linux (Fedora e Ubuntu). De todos os serviços, é o mais limitado no quesito ferramentas, e não possui um sincronizador de arquivos (prometido para breve pela empresa), porém permite até 50 gb de espaço no plano gratuito, sendo assim, o mais generoso de todos no plano gratuito. As limitações desse plano estão relacionadas ao armazenamento de longo período, que está ligado a inatividade da conta, e ao tamanho máximo de cada arquivo, que atualmente está em 200 mb. Seus planos pagos são: Personal por U$ 1,50 por mês (contrato anual) com 50 gb de espaço mais funcionalidades, Pro por U$ 4,50 por mês (contrato anual) por 250 gb de espaço, e Business por U$ 24,50 por mês (contrato anual) por 1 tb de espaço.

Ubuntu One

Em 2009 a Canonical entrou no mercado de cloud storage com seu Ubuntu One. No desktop, o Ubuntu One está presente nas plataformas Windows, Mac e Linux (Ubuntu). No mundo mobile, possui aplicativos para Android e iOS. Possui um serviço de streaming de músicas, onde o cliente tem a sua disposição suas músicas via web ou através de aplicativo para seu smartphone. No plano gratuito disponibiliza 5 gb para o usuário. Nos planos pagos estão de Music Streaming, U$ 3,99 por mês ou U$ 39,99 por ano, por 20 gb de espaço e pelo serviço de music streaming, e U$ 2,99 por mês ou U$ 29,99 por ano por 20 gb de espaço. ATENÇÃO: o Ubuntu One está dando seis meses grátis do plano Music Straming, e para quem contratar somente o plano de storage ganhará dois meses do serviço de music streaming.

Em tempo

Existe uma solução par usar o Skydrive no Linux chamada Storage Made Easy. Ela permite o gerenciamento integrado gratuito de até três serviços de armazenamento na nuvem, como o Skydrive, o Google Drive e o Dropbox, entre outros. Vale dar uma olhada aqui ou aqui.

A questão da segurança e privacidade


Quando você se propõe a guardar suas informações na nuvem, é importante saber o que a empresa se dispõe a fazer com isso. Por isso, sempre gaste um tempo pesquisando sobre as políticas de privacidade desses serviços. Por exemplo, o Google Drive respeita os direitos sobre a propriedade do conteúdo que você salva em seu serviço, porém ele assume que você o permite, enter outras coisas, copiar, modificar, criar trabalhos derivados, criar publicidades. Isso é só um exemplo. Os outros serviços de hospedagem na nuvem também tem suas políticas de privacidade com as informações do usuário, e eu recomendo que você as leia antes de aceitar, para não se arrepender depois!
Quanto a segurança, os serviços dispõem de conexão HTTPS para upload e download de arquivos. Porém, dentro da nuvem seus dados estão descriptografados e podem ser acessados sem maiores dificuldades por ferramentas do próprio serviço de hospedagem. Existem maneiras de se prevenir isso. A mais comum é criptografar o conteúdo antes de enviá-lo ao serviço. Assim você será a única pessoa que terá a chave para descriptografar o mesmo. Pretendo num futuro próximo tratar desse assunto por aqui, em outro post.

Atualização: aqui está o artigo prometido sobre segurança na nuvem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário