11 de out de 2007

O profissional do futuro agora

Carlos Cardoso escreveu um post contanto um fato que eu só estava esperando que acontecesse, e que demonstra a velocidade e o impacto das mudanças em nossa sociedade.

Desce minha época de faculdade ouço falar sobre estarmos vivendo numa outra sociedade, a da informação, mas ninguém dava muita bola, já que vivemos num País de terceiro mundo, assim as novidades demoram um pouco pra chegar aqui. Mas acredite, elas chegam!

Acompanhe comigo: antigamente adorávamos comprar nossos CDs em grandes lojas, pra curtir os novos sons de nossos ídolos. Hoje a MP3 domina e simplesmente torna as gravadoras obsoletas, como as telefonistas, parafraseando o post do Carlos Cardoso. Há pouco tempo celulares eram artigo de luxo, hoje temos mais celulares do que telefones fixos no País. E eles não servem só para falar. A telefonia fixa está fadada a extinção.

Mantendo a linha de raciocínio, o que acham que irá acontecer com o trabalho?

Se estiver pensando como escrito acima, no futuro, você já está ultrapassado. O trabalho já mudou, prova disso as exigências básicas para um cargo de assistente por exemplo: "Experiência em pacote office". Antigamente se exigia curso de datilografia. Hoje não se pede pro profissional ser bom em uma coisa, mas sim que ele domine um assunto e seja bom em outros três ou quatro. O perfil "eu domino tudo de administração, e do resto dou um jeito" não é mais bem visto. Profissionais polivalentes, com experiências em mercados diversificados empenhados nas mais diversas funções acabam trazendo mais segurança para a empresa na hora de uma contratação.

Nada de pensar que uma boa faculdade garante teu emprego pro resto da vida. Hoje o curso superior te dá a oportunidade de disputar um mercado que dê um maior retorno futuro para você, nada mais. Cabe a você decidir o que fazer com esta oportunidade: aproveitar para desenvolver-se cada vez mais, ou viver o dia-a-dia e depois que a mamata acabar procurar outra sombra pra encostar. Cabe a você escrever seu futuro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário